Por Marta Fontenele
martafon@uol.com.br

Com o tema Fragilidade na Velhice, Enfoque Multidisciplinar, o III Seminário de Pesquisas em Gerontologia e Geriatria da Unicamp reuniu em Campinas, de 12 a 14 de setembro, renomados pesquisadores das áreas de Gerontologia e Geriatria do Brasil. O objetivo do evento, de divulgar conceitos e dados empíricos sobre fragilidade em idosos, considerada sob os aspectos biológico, psicológico e sociológico foi plenamente desenvolvido durante os três dias de trabalhos, contribuindo também para a promoção de intercâmbio entre os programas brasileiros de pós-graduação e de graduação nas duas áreas, Gerontologia e Geriatria.

O conteúdo das palestras, conferências e simpósios em torno da fragilidade na velhice revelou que o Brasil avança em termos de construção de uma área de conhecimento sobre este espectro do envelhecimento. A síndrome da fragilidade se apóia em três itens estruturais: sarcopenia (perda de massa muscular), desregulação neuroendócrina e disfunção imunológica, fatores que representam um conjunto de alterações físicas e psicológicas que comprometem a qualidade de vida e predispõem a pessoa a desenvolver doenças.

Na programação, especialistas e pesquisadores trouxeram informações envolvendo a funcionalidade e grandes síndromes geriátricas, linguagem, memória e fragilidade na velhice, o lazer e as atividades culturais como estratégia de prevenção dos processos degenerativos do envelhecimento, qualidade de vida na velhice e atividade física como prevenção e tratamento da fragilidade, dentre outros.

O III Seminário de Pesquisas em Gerontologia e Geriatria da Unicamp foi promovido este ano pela Faculdade de Educação, Faculdade de Ciências Médicas da Unicamp e SESC-Campinas.

Ao completar dez anos de atividades, o Programa de Pós-Graduação em Gerontologia da Unicamp firma-se como locus de produção científica e de formação de recursos humanos de qualidade em Gerontologia nos campos da saúde e social, consolidando o caráter de interdisciplinaridade, investindo na publicação de periódicos qualificados e na busca de recursos para a pesquisa. Durante o III Seminário de Pesquisas em Gerontologia e Geriatria da Unicamp foi divulgada a transferência do Programa, vinculado desde 1997 à Faculdade de Educação, para a Faculdade de Ciências Médicas da Unicamp, processo que está em andamento.

Os 10 anos de atividades do Programa de Pós-Graduação em Gerontologia da Unicamp foram comemorados por alunos, docentes e participantes do III Seminário de Pesquisas em Gerontologia e Geriatria da Unicamp, de uma forma muito especial. Além de organizarem uma exposição de fotografias, com registros de momentos vividos entre alunos e professores, o reconhecimento ao trabalho, à competência e à qualidade humana da professora doutora Anita Liberalesso Neri, foi demarcado na programação com a apresentação de um vídeo, montado com depoimentos e fotografias de professores, alunos, pesquisadores da área e pela coleta de depoimentos de familiares. A história de dedicação, competência, sensibilidade, ética e perseverança da Professora Anita, representada em um breve vídeo, emocionou a todos. A Professora Anita é referência unânime na construção e fortalecimento da Gerontologia no Brasil.

GeroVida Todos os direitos reservados.2017 - Desenvolvimento - Dinamicsite®